quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Peppa Burger: Costelinha de porco com bacon!

Salve pessoal! Tinha um tempo que não arriscava um sanduba novo, então resolvi inventar algo pra hoje. Tava afim de comer um porco. Costela pra ser mais exato. Mas achei muito simples fazer um sanduíche com costela assada ou desfiada. Foi aí que pensei em moer uma costelinha! Bora ver como fica?

Ah, que me perdoem os fãs da Peppa, mas depois de receber sugestões incríveis dos meus amigos, como Sanduribs, Costeburger, Doug e Costelinha e Costela de Adão (essa última horrível, eu mesmo que sugeri kkkk) decidi batizar o sanduba como Peppa Burger. Poxa, a carne tava tão rosadinha, parecia mesmo com a Peppa! Hahahahaha! Se seu filho é fã da Peppa, sugiro não servir pra ele ok? Nem revelar o nome!

Pra variar, o acompanhamento leva BACON. Bem seco e crocante. Ainda coloquei cebola caramelizada e molho barbecue curtido no próprio "suco" das costelinhas cozidas com maçã (sim! uma maçã velha que tava na geladeira e eu tinha certeza que ninguém iria comer).


Ingredientes para uma Peppa na chapa:

- 200gr de costelinha moída (não descarte os ossos, você vai usar também)
- 1 pão baguete (15cm)
- 3 colher de sopa de açúcar mascavo
- uma pitada de cominho
- 1 colher de chá de Alho em pó
- 1 colher de sobremesa de cebola em pó
- uma pitada de páprica defumada
- pimenta do reino
- sal
- 1/2 cebola cortada em tiras
- 1 colher de sobremesa de manteiga
- 2 colheres de sopa de molho inglês
- 4 colheres de sopa bem cheias de algum molho barbecue de sua preferência
- Tempero pronto (tipo alho e sal)
- Óleo
- 1 maçã velha, picada
- Tiras de bacon (quanto baste)
- Água
- Fatias de queijo (usei prato)

Primeiro, na hora de moer a costelinha, separa os ossos. Você vai usar para "temperar" o barbecue. Geralmente os açougues não moem carne de porco, mas sempre tem um que topa. Junte à carne da costela moída o cominho, alho em pó, cebola em pó, páprica, pimenta do reino, sal a gosto e 1 colher de açúcar mascavo. Misture tudo muito bem. Caso você não tenha alho e cebola em pó, pode colocar "in natura" mesmo, só que bem picado. Molde um hambúrguer no formato abaixo, com +/- 1,5cm de altura. Reserve.

Hambúrguer com 15cm de comprimento


Tempere os ossinhos da costelinha (que tem um pouco de carne ainda) com o tempero pronto. Refogue com um pouco de óleo até que fiquem dourados. Quando dourar, adicione água até que cubram todos e coloque também a maçã picada. Cozinhe até reduzir pela metade. Ao mesmo tempo, caso você consiga executar duas tarefas simultâneas, doure as cebolas fatiadas na manteiga. Assim que dourarem bem, coloque 2 colheres de açúcar mascavo e o molho inglês. Cozinhe em fogo baixo, até reduzir. Reserve.

Ossos da costelinha cozinhando com as maçãs


O bacon é simples: coloque as fatias numa panela, cubra com água e cozinhe. Quando a água evaporar totalmente, ficará somente a gordura do próprio bacon. Aí é só dourar de um lado e de outro, até ficarem bem secos. Retire da gordura e deixe escorrer em um papel toalha.

Agora é a vez do hambúrguer. Em uma frigideira com uma GOTA de óleo, coloque o hambúrguer em fogo baixo, e assim que dourar bem, vire. Quando dourar também do outro lado, adicione água até a metade do hambúrguer e tampe a panela. Quando a água evaporar totalmente, o hambúrguer estará pronto. Atenção: esse procedimento é para cozinhar por completo a carne de porco, que NÃO DEVE ser servida mal passada, ok?

Enquanto o hambúrguer cozinha, pode preparar o barbecue. Em uma panela ou no microondas, esquente bem o molho barbecue pronto juntamente com um pouco do caldo dos ossos com a maçã.

Hambúrguer pronto, hora de montar: na baguete cortada, coloque: maionese, carne, queijo, bacon, cebola caramelizada e o molho barbecue. Agora, ripa na chulipa e pimba na gorduchinha!


Até!

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Onda saudável só por hoje: Wrap de kafta e salada com iogurte

Inspirado pela final do MasterChef Brasil de 2015, quis fazer algo parecido com o que o Raul fez. Ele fez uns bolinhos de carne paquistaneses e uma salada de pepino com iogurte que me deu muita vontade. Como eu não lembro direito o que ele usou, vou tirar uma "licença gastronômica" e inventar algo do meu jeito, afinal, é só inspiração.

Minha decisão foi manter uma salada bem semelhante e no lugar do bolinho, fazer tipo uma kafta de boi. Se você quiser gastar um pouco mais, use a carne de cordeiro (tem que ser moída), com certeza o sabor ficará melhor! Incluí nessa conta uma massa de wrap.

A salada é bem refrescante, casa perfeitamente com o sabor condimentado da kafta. O conjunto fica muito leve e combina bem com uma cerveja gelada (por que não?), ainda mais nesse inverno quente pra burro!


Ingredientes para uns 4 wraps:
300gr de carne moída
1/2 cebola picada em cubos pequenos
1 colher de sobremesa de cominho em sementes
1 colher de chá de alho em pó
1 colher de chá de cebola em pó
1 colher de chá de páprica doce defumada
1 colher de sobremesa de zaatar (explico abaixo)
1 colher de chá de pimenta síria
Sal e pimenta do reino à gosto
1 colher de sopa de farinha de trigo
Azeite
Discos prontos de wrap (comprei da Rap10)
1/2 pepino picado sem sementes, com casca
1 tomate picado sem sementes
1 copo de iogurte natural sem açúcar
10 folhas de hortelã
1 limão
Rúcula

Antes de tudo, a maioria dos ingredientes são condimentos em pó. Se tiver um bom mercado onde você mora, facilmente encontrará todos. O zaatar (ou zahtar / ou zattar) é uma mistura de especiarias muito usada na culinária árabe, principalmente síria/libanesa. Caso não encontre, pode fazer sem mesmo. Mas na internet tem várias receitas (é basicamente orégano, tomilho, sumagre, pimentas e gergelim, com variações).

Preparo:
Comece pela salada. Lave as rúculas e separe. Misture em um pote o tomate picado e o pepino picado. Pique as folhas de hortelã e adicione. Tempere com uma pitada de sal e um pouco de pimenta do reino. Coloque o suco de meio limão e o iogurte natural. Mexa bem e guarde na geladeira.

Para a carne, primeiro refogue a cebola em um fio de azeite até que fique dourada. Quando a cebola esfriar, misture ela com a carne e com todos os ingredientes secos (cominho, alho, cebola, páprica, zaatar, pimenta e farinha). Dica: antes de colocar o cominho em semente, ou passe ele pelo pilão ou esfregue as sementes com as palmas das mãos, bem forte. Isso vai liberar os aromas. Coloque o sal a gosto e a pimenta do reino.

Aqueça uma frigideira com um fio de azeite. Molde pequenas bolinhas de carne, tipo almôndegas. Coloque as bolinhas na frigideira e quando dourarem de um lado, vire para dourar do outro. É bom manter o fogo baixo para dar tempo de cozinhar por dentro e não queimar por fora. Comigo renderam 14 bolinhas.

A massa de wrap já é pronta, mas aqueça-as em uma panela, sem azeite nem óleo.

Agora é só montar e comer! Wrap, salada de iogurte, folhas de rúcula e três bolinhas de kafta. Ficou bom demais!

Até!


quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Grelhado no fogo de verdade! De verdade mesmo!

Tem uma tal rede aí intitulada como "Rei do hambúrguer" (em tradução literal) que fala que suas carnes são grelhadas no fogo de verdade. Sério, me desculpa. Não dá. Fogo de verdade não é aquilo lá. O negócio é o seguinte... Você faz aquele churrasquinho, regado a muita cerveja, come de tudo.. Mas no final sempre bate uma fome, não é? Mantém a brasa acesa, prepara uns hambúrgueres e aí sim você vai ver o que é hambúrguer grelhado!


 Só de lembrar do som do chiado na grelha meu estômago ronca de fome! O cheiro, o sabor, a textura.. Tudo fica melhor! Nesse dia fiz um sanduba misturando algumas receitas... Incluí o molho ranch, ficou bom, mas confesso que não era o molho mais adequado. Mesmo assim, o sanduba ficou delicioso!


Ingredientes para UM sanduba:
- 1 pão de hambúrguer
- 120g de carne moída uma só vez (usei chã de dentro, patinho, maminha e alcatra)
- Alface americana picada
- Tomate
- Duas fatias de queijo de sua prato
- Uma fatia de tomate
- 1/4 de cebola em fatias bem finas
- Farinha de trigo
- 1 colher de chá de páprica picante defumada
- Sal e Pimenta do Reino
- óleo

Ingredientes para o Molho Ranch Adaptado:
- 1 copinho de 200g de coalhada (sem açúcar)
- 2 colheres de sopa de maionese
- 1 colher de sopa de cebola em pó
- 1 colher de chá de alho em pó
- Sal, Pimenta do Reino e Orégano a gosto

Primeiro faça as coisas que possam ser adiantadas: Pique o alface, corte as rodelas de tomate, corte os pães ao meio. A cebola é aquela crispy, então fatie bem fina, deixe de molho no leite por 10min. Escorra e coloque num saco plástico com 2 colheres de farinha de trigo, a páprica e sal a gosto. Agite bem o saco e depois peneire (guardando a farinha caso vá fazer mais da cebola). Frite em óleo quente até que doure.

O molho você também pode adiantar: basta misturar todos os ingredientes. O molho Ranch original, se não me engano, leva sour cream no lugar de coalhada. Mas como a idéia é ser rápido aqui, use a coalhada que o sabor fica igualmente bom! O orégano é um toque meu, mas você pode substituir por cebolinha picada, salsa, etc...

A carne: molde os discos de hambúrguer de 120g de carne, com mais ou menos 1cm de diâmetro a mais que o pão. A carne vai perder humidade e diminuir de tamanho então se você a faz um pouco maior, quando ficar pronta estará bem proporcional ao pão. Tempere com sal e pimenta do reino e leve para a grelha com brasa bem quente. Para saber se está quente o suficiente, coloque sua mão com a palma aberta na altura da grelha. Se aguentar ficar por 5s no máximo, está bom.


Fique atento à coloração da carne. Assim que começar a mudar a cor na metade da carne, vire. Doure do outro lado e está pronto. Se você quiser, doure os pães ali também, mas cuidado pois queimam muito rápido.

Montagem: pão, alface, queijo, carne, queijo, tomate, molho e cebola crispy:


 Está pronto seu sanduba!! Bom apetite!

A saga do Hot Dog #2 - Luta de classes: Dogão da Humildade x HotDog da Ostentação

Mais uma sexta-feira e os ânimos estão daquele jeito. Por que? Porque vamos beber! Não! Porque hoje é dia de SAGA DO HOT DOG! Sim, chega no DesGourmet a segunda versão desse que chegou pra ser o maior acervo de hot dogs do MUNDO! Claro, depois de comer o que vou lhes apresentar, pode sair pra beber, farrear, namorar, etc!

E hoje a batalha é entre classes! Sim, vamos provocar os mais radicais dos críticos políticos! A galera do mimimi vai até bater asas! Mas vou seguir mesmo assim,,, Hoje a luta é entre:

Dogão da Humildade x HotDog da Ostentação


É a luta daquele que é clamado pelo povo, o Bacon! Contra o gourmetizado e elitista Presunto Serrano! É o Salsichão contra a Salsicha Alemã! É o queijo entope veia cheddar contra o Pecorino ralado! É o pão doce contra a baguetinha de azeite! E aí, quem vence essa batalha? Eu não sei, só sei que os dois são bons demais! Então anota aí o preparo de cada um:

Ingredientes para um Dogão da Humildade:
- 1 pão doce
- 1 salsichão
- 2 a 3 fatias de bacon
- 2 fatias de queijo processado sabor cheddar (esses embalados por fatia)
- 2 colheres de sopa de leite
- 1 cerveja barata e vagabunda pra beber


Preparo:
Enrole as fatias de bacon no salsichão. Tente o seu melhor, pois é difícil cobrir tudo. Eu usei palitos de dente para manter o bacon preso. Coloque numa assadeira e asse até que o bacon esteja dourado.


Enquanto assa a salsicha, coloque as fatias de queijo numa panela com as duas colheres de leite. E aqueça e vá mexendo até que vire um creme.

Quando a salsicha estiver com o bacon dourado, retire do forno, coloque no pão e por cima regue com o creme de queijo cheddar! Seja feliz meus amigos, cada mordida dessa monstruosidade te leva para o céu! Juro!


Ingredientes para um HotDog da Ostentação:
- 1 baguete de azeite
- 1 salsicha tipo Frankfurt
- 2 fatias de presunto serrano (tipo parma)
- Mostarda de boa qualidade (dijon ou qualquer outra forte. Não me venha com mostarda amarelinha não que isso é corante e só vai bem lá no "dogão da humildade". Aqui é ostentação porra!!)
- Queijo pecorino ralado na hora
- Cerveja artesanal Pale Ale
 

Preparo:
Cozinhe a salsicha em água ou asse no forno. Na água, basta esquentar. No forno, assim que dourar você já pode retirar. Enrole a salsicha com as duas fatias do presunto, como na foto:


Coloque a salsicha no pão, coloque uma boa quantidade de mostarde e rale o queijo por cima. Toque extra: se tiver por aí um azeite trufado, um fio! Só falo isso... Agora, coma isso acompanhado da sua boa cerveja de qualidade.. nada de milho!

Inté!

Mais fotos:



A pizza de forno convencional que não me convenceu mas matou minha fome.

Eu já me convenci de uma coisa. Pizza mesmo é no forno a lenha, daqueles especiais pra pizza. Todas as milhões de tentativas que fiz em casa no forno normal, não chegaram nem perto de uma verdadeira pizza. Aliás, uma chegou! Mas não era uma pizza tradicional, era daquelas com massa "pan", estilo Pizza Hut (vou apresentar ela aqui logo mais).

Porém a minha última tentativa, apesar de não ficar esteticamente boa, o sabor ficou sensacional e não deixa de ser uma mão na roda para receber amigos e comer acompanhada de uma excelente cerveja!

A receita que vou lhes apresentar é inspirada numa verdadeira pizza napolitana (Napoletana em Italiano). É uma margherita ao estilo do Pizzaiolo italiano Enzo Coccia, mas claro, com uns erros aqui e ali por minha culpa, A massa eu adaptei de outra massa que já tinha feito.


Ingredientes para duas pizzas:
160ml de água morna
2,5g de fermento biológico seco
1 colher de chá bem cheia de açúcar mascavo
1 colher de chá de sal
250g de farinha de trigo (tenha um pouco mais)

Recheio:
200g de pomodori pelati (aqueles enlatados de tomate)
1 dente de alho
Manjericão fresco
Muçarela de búfala (bolinhas)
Queijo pecorino, parmigiano ou queijo local bem curado
Azeite de oliva extra virgem

Mão na massa, literalmente:
Coloque a água em um recipiente grande, tipo um bowl. Adicione o açúcar, o sal e o fermento e mexa para que tudo se dissolva. Vá aos poucos adicionando a farinha, mexendo, amassando com as mãos... No início será tudo grudento, mas a medida que você for amassando e adicionando farinha, ela vai ficando mais lisa e menos grudenta. Isso deve dar uns 10min. Você deve adicionar mais ou menos 250g de farinha, mas o ponto estará bom quando ela parar de grudar nas mãos e continuar elástica. Quando chegar nesse ponto, divida a massa em duas, faça com cada uma uma bola e coloque em algum recipiente coberto com plástico filme. Deixe crescer por uns 20 min um logar morno (dentro do forno desligado por exemplo).

Depois de crescer, pegue uma das bolas, e em uma bancada enfarinhada, abra a massa com as mãos formando um círculo. Com a ajuda de um rolo, vá abrindo mais a massa, sempre deixando o formato circular. Quando chegar no tamanho de uns 30cm de diâmetro, está bom. Transfira para um tabuleiro (um pouco enfarinhado) e comece a rechear.

Recheio:
Num liquidificador, bata o tomate com o dente de alho e uma pitada de sal. Não precisa bater muito, o suficiente para o alho ficar "picado". Coloque na massa duas colheres de sopa cheias de molho, espalhe por toda a superfície, preservando as bordas. Rasgue as bolinhas de muçarela e adicione na pizza. Coloque folhas de manjericão, o queijo que escolheu ralado por cima. Por fim, um fio de azeite. Leve ao forno bem quente. Retire quando a massa dourar.


O ideal era que a massa dourasse antes que a muçarela desaparecesse na pizza, mas como o forno convencional não é tão quente, isso não acontece. Mas fica saborosíssima, simples e totalmente completa ao mesmo tempo. Bom mesmo seria um forno a lenha, pras bordas crescerem, dourarem.

Sirva a pizza, abra uma cerveja e seja feliz.


A saga do Hot Dog #1 - Duelo de Chilenos

Uá-la! Bom dia, boa tarde, boa noite! Hoje é sexta-feira, o verdadeiro dia santo para os malandros. Sim, pois é esse dia que você já acorda mais empolgado pois a partir das 19hs não tem mais que trabalhar! Pelo menos pra mim. É o dia que você pode beber até cair, porque amanhã ainda é sabado! É o dia que você liga o foda-se para os problemas que aparecem por aí! Sim, você que é pecador como eu, erga os braços para os céus e agradeça!

E já que é sexta-feira feliz, vale a pena encher o bucho com aquele que é o sanduba mais famoso do universo. ELE, o cachorro quente. Aproveito e inauguro aqui uma série de postagens (Que tem sérios riscos de morrer na primeira postagem mesmo. Se isso acontecer não culpem a mim, culpem a crise) só de hot dog! Toda sexta-feira vou postar dois hot dogs inspirados mundo afora.

Mas hoje, meus amigos, será um "perro caliente"! Vamos pro Chile relembrar dois CLÁSSICOS da culinária de rua desse nosso vizinho que não faz fronteira. Se você já visitou Santiago de Chile, viu que em cada esquina tem uma birosca que vende o hot-dog.. Ou melhor, vende o "completo" ou o "italiano", apelidos carinhosos das delícias.


No Chile, as mais famosas "combinações" para um cachorro quente são duas: um Completo e um Italiano. Variações à parte, o hot dog no Chile é bem simples. Basicamente o pão, salsicha (sem molho) e os recheios. Cada lugar tem suas receitas e peculiaridades, mas a base é a mesma.

Como nós somos pobres, vamos usar a salsicha comum pois cachorro quente tem que ser barato! Exceção para você que mora no sul do país e tem uma grande variedade de salsichas alemãs e companhia a preços de banana. Nesse caso, compre aquelas mais compridas, estilo Frankfurt. Dê preferência para pães mais macios também. O dia que venderem no supermercado um pão de cachorro quente estilo bisnaguinha seven-boys, darei valor.

Ingredientes para um Completo:
- 1 salsicha
- 1 pão de cachorro quente
- 2 colheres de sopa de chucrute (compra pronto já filho... só alemão sabe fazer isso)
- 2 colheres de sopa de tomate maduro picado
- Maionese



Montagem:
Cozinhe a salsicha na água fervente. Abra o pão, coloque a salsicha. Coloque de um lado o chucrute e do outro o tomate. No meio, entre os dois, coloque a maionese. Pronto. Ah, o chucrute, se você quiser dar um up, como eu, faça o seguinte: frite bacon em cubos. Na mesma panela, adicione o chucrute e um pouco de açúcar. Refogue e pronto. PS: chucrute é o repolho fermentado, muito comum nos pratos alemães. Se você quiser arriscar preparar, tem vários vídeos no youtube. Dê mais valor aos que são do sul, pois devem ser mais próximos dos originais alemães. Mas você também acha no supermercado, na seção de conservas.


Ingredientes para um Italiano:
- 1 salsicha
- 1 pão de cachorro quente
- 2 colheres de sopa de abacate amassado
- 2 colheres de sopa de tomate maduro picado
- Maionese


Montagem:
Cozinhe a salsicha na água fervente. Abra o pão, coloque a salsicha. Coloque de um lado o abacate e do outro o tomate. No meio, entre os dois, coloque a maionese. Pronto. Se você quiser, pode temperar o abacate. O sabor é bem simples mesmo, então fica a seu critério. Deve ficar bom se você transformar o abacate em guacamole. É só isso.

Bom como molho para os dois hot dogs: molho de pimenta; mostarda; ketchup.

Inté!

Loco, loco, locomelo, sandubão de cogumelo! Shiitake Burger!

Não é todo mundo que gosta dos sabores dos cogumelos, mas geralmente, quem gosta, vira fã. Sabe aquele cogumelo Shiitake na manteiga? É bom né? Agora, imagina isso dentro de um hambúrguer? É muito bom! É delicioso! Por isso resolvi fazer um hambúrguer com esse cogumelo. Tive certeza desde o início que o sabor seria muito bom. Pesquisei e vi algumas inspirações pela internet e fui pra cozinha preparar um dos melhores hambúrgueres que já comi.


Adicionei ao sanduba um queijo holandês bem suave e uma cebola crispy, que nada mais é do que cebola bem fininha e empanada, Além de dar crocância, o sabor casa perfeitamente com o restante do sanduíche. Pra coroar, matei a sede com uma IPA daqui da terra do queijo: Três Lobos Pele Vermelha. Outra coisa... Podia ter bacon? Sim, podia. Mas o bacon acabou, morreu, então fica pra próxima!

Ingredientes para UM Shiitake Burger:

- 200g de carne moída (usei uma mistura de alcatra, patinho e lagarto)
- 1 pão de hambúrguer
- Cogumelo shiitake
- Fatias de queijo holandês branco, macio.
- 1/2 Cebola cortada em fatias fininhas
- 1/2 xícara de leite
- 3 colheres de sopa de farinha de trigo
- Óleo para fritar
- Manteiga
- Pimenta do reino
- Sal
- Maionese da sua preferência

Primeiro prepare a cebola. Corte em rodelas finas e depois corte as rodelas ao meio, tipo meia lua. Coloque as fatias no leite e mexa para que todas fiquem molhadas com ele. Escorra e coloque dentro de um saco plástico com a farinha de trigo. Se você quiser, pode colocar na farinha um pouco de páprica defumada. Mexa bastante e jogue tudo em uma peneira, agitando um pouco para tirar todo o excesso de farinha. Numa panela com óleo já aquecido, frite aos poucos a cebola e coloque para escorrer num papel toalha. Elas devem ficar douradas.
 

Limpe os cogumelos com um pano seco ou papel toalha. Descarte os talos e corte os cogumelos em fatias. Coloque um pouco de manteiga numa frigideira e quando derreter, refogue ali os cogumelos. É coisa rápida, assim que eles mudarem de cor de ambos os lados e estarem macios, está pronto. Pode temperar com um pouco de sal.



Molde a carne em disco, mais ou menos 1cm de diâmetro a mais que o pão. Quando grelhar, ele vai diminuir de tamanho. Tempere com sal e pimenta do reino e grelhe ou "frite" em uma frigideira. Quando subir o sangue para o lado de cima, vire o hambúrguer. Nos 2 minutos finais, coloque as fatias de queijo em cima dele. Eu usei o queijo maasdam. Assim que derreter, retire do fogo.


Agora, a montagem: pão, maionese (a melhor é caseira, mas se você não vai fazer, eu recomendo a Lisa Caseira ou, se quiser uma boa mesmo, tem uma francesa chamada Lesieur), carne com o queijo, cogumelos, o quanto couber da cebola e aí fecha com o pão! Ah, não esqueça de dourar os pães antes!

Vai, faz aí e depois me diz se é ou não é SENSACIONAL!

Até!

Francesinha do Manoel: o sanduba português para entupir as artérias, ora pois!

Os portugas curtem um porco viu.. Falam que a feijoada foi inventada por escravos no Brasil mas eu truco essa história! Lá em Portugal eles comem até picles de orelha de porco! Não sobra nada!! Tudo lá é porco.. Bife de porco, embutidos, churrasco.. TUDO! Mas é bom demais, melhor lugar pra comer porco no mundo! E bacalhau também. E outras milhões de outras coisas também...

Mas hoje vamos ficar no porco e fazer uma das porn food de Portugal. A chamada Francesinha. Um lanche feito de pão de forma, bife de porco ou de boi, bacon, linguiças, ovo, batata frita e um molho apimentado a base de mil bebidas alcóolicas.. É sensacional!!! É coisa de louco!

Eu resolvi fazer a minha versão (atenção haters, essa é MINHA versão, então não vem com mimimi dizendo que isso ou aquilo tá errado). Troquei o pão de forma por um pão bolotão de azeite. Ao invés da batata frita, fiz chips de batata doce com dendê! E o molho deve estar longe do original, mas eu já ouvi que cada esquina na cidade do Porto tem sua própria versão de molho, então é isso mesmo (efe ó dê esse hífen esse é). Ah, as linguiças não são as mesmas de lá, até porque lá eles possuem várias opções.. O negócio é adaptar!



Ingredientes para UMA Francesinha à minha moda pois o site é meu e eu faço o que eu quiser:
- 2 fatias de pão (desses italianos gordões, bolotões. Usei um de azeite)
- 1 bife de boi de alcatra
- 1 linguiça de churrasco (10 cm de linguiça ou 2cm de pau?)
- 1 linguiça calabresa (10 cm tb)
- 3 fatias de bacon (ou 10, ou 30 fatias, depende do seu amor por isso e por seu coração)
- 2 fatias de presunto
- Um OVO
- 5 fatias de queijo muçarela

Molho:
- 1 colher de manteiga
- Molho de tomate pronto (meia lata mais ou menos)
- 1 Cebola picada
- 2 dentes de alho picados
- 1 folha de louro
- 1 copo de cerveja
- 1/2 copo de vinho branco
- 300ml de caldo de carne
- 1 dose de vinho do porto ou vinho madeira
- 1 dose de outra bebida mais forte (eu usei conhaque)
- Pimenta (das vermelhas, ardidas)
- Sal
- Pimenta do reino

Mão na massa:
Primeiro, numa panela funda (pois é a mesma que vai fazer o molho), doure as fatias de bacon. Na mesma panela, frite a linguiça de churrasco e a calabresa. A de churrasco, você pode cortar ela ao meio e abrir, para que cozinhe por inteira. Pode fazer isso com a cababresa também. Depois de tudo bem dourado e cozido, reserve. Nessa mesma panela, coloque para dourar a cebola e o alho, com uma colher de manteiga e pimenta do reino a gosto. Quando estiver bem refogado, adicione a folha de louro e o vinho branco, seguido do molho de tomate. Logo que ferver, adicione a cerveja e deixe cozinhar em fogo baixo por uns 15 minutos. Coloque o caldo de carne, o vinho madeira ou do porto e a outra bebida que escolher. Deixe ferver e depois que ferver, processe tudo com uma varinha mágica (aquela que substitui um liquidificador, não a do Harry Potter). Coloque o quanto de pimena você achar que fica bom.. Eu sapequei pimenta no meu! Hahahaha!

Com o molho pronto, pode começar a montar o sandubão. Faça os bifes numa frigideira, com sal e pimenta do reino. Deixe eles bem dourados. Ao mesmo tempo, tente dar uma dourada nos pães, numa chapa, numa panela ou num grill. Num tabuleiro, coloque: pão, bife, bacon, linguiças, presunto e fecha com o outro pão. Com as fatias de queijo, cubra todo o sanduba, como se fosse um véu. Leve ao forno até que o queijo esteja derretido. Enquanto o queijo derrete, frite um ovo. Retire o sanduba do forno e coloque em um prato funto. O ovo vai por cima, e aí você rega tudo com o molho.


Calma meus amigos, é bom ter outro alguém aí na cozinha pra fazer o chips de batata doce enquanto você faz o sanduba. É simples: corte uma batata doce com casca e tudo em fatias bem finas (lava ela antes, beleza?). Tempere com sal, pimenta do reino e UMA colher de dendê (óleo de palma). Se você não gosta de dendê, pode usar óleo de côco ou até óleo normal, mas aí perde a graça do sabor. Lambuze todas as fatias da batata e disponha elas numa assadeira forrada com papel manteiga. Leve ao forno até que fiquem secas e douradas.


Pronto! Corre pro abraço!


quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Se não é pra beber, vamo comer! Whiskey Jack Burger.

Pra começar, se você é daqueles que guarda bebida pra não abrir nunca, nem continua lendo. Você vai achar um desperdício o que vamos fazer, mas se confia em mim, você não irá se arrepender. Sim meus amigos, nós vamos fazer um hambúrguer com JACK DANIEL'S OLD Nº 7.

Separa um copo, sirva uma dose pra você. Agora separe 50ml desse líquido para cada sanduba que for fazer. Não seja mão de vaca! Ligue o som e coloca um rock.

Essa receita aí não é minha cria. Vi um cara fazendo um parecido usando um bourbon chamado Four Roses e só de ver aguei. Adaptei, troquei umas coisas, tirei o Four Roses e coloquei o Jack e acho que dá pra começar: Pão, agrião, hambúrguer de contra-filé, queijo holandês curado, molho Jack com cebolas e bacon. Tenho certeza que teve marmanjo aí torcendo o nariz pro agrião. Porra, você é um homem ou um saco de batata? Bota o agrião que é proposital pra dar uma picância no bicho, e no fim mal da pra sentir.


Ingredientes para 6 sandubas:
- 300ml de Jack Daniel's
- 1,2 kg de contra-filé moído (usei pela gordura.. tem que ter nesse ok?)
- 6 pães de hambúrguer lisos
- meio maço de agrião
- queijo holandês curado
- 1 cebola roxa em cubos
- 100g de bacon em cubos
- 3 ou 4 colheres de sobremesa cheias de açúcar mascavo
- Sal e pimenta do reino

Primeiro você prepara o molho: fio de azeite na panela quente, bacon. Quando o bacon começar a dourar, cebola. Deixa a cebola dar aquela caramelizada. Nessa hora, é bom você desligar o fogo porque vai adicionar o Jack, e não é pra pegar fogo, não é pra flambar! Colocou o Jack? Dá uma mexida e volta a ligar o fogo. Adiciona o açúcar mascavo. Fica a seu critério colocar 3 ou 4 colheres. Eu coloquei três porque acho que 4 vai adoçar demais. Vai cozinhando isso até reduzir e ficar na cor de caramelo bem escuro. Prove pra ver se tá do seu gosto. Esse molho possui um sabor complexo, amadeirado, maltado, caramelizado. Dá pra sentir na língua toda a maturação da bebida. Sensacional! Reserve.

Doure os pães com manteiga na chapa/frigideira. Molde os hambúrgueres, cada um de 200g. Só carne! Não precisa adicionar nada! Tempere os dois lados do hambúrguer com sal e pimenta do reino. Grelhe os hambúrgueres, e quando virar, coloque lascas do queijo holandês. Eu usei um queijo que tava bem curado, bem ácido e salgado. Eu pesquisei rápido na internet e acho que o tipo é Proosdij, mas posso estar falando a maior besteira. Assim que dourar do outro lado, pode montar o hambúrguer: Pão, 8 a 10 folhas de agrião, carne com o queijo, molho jack de cebolas e bacon e fecha o pão.



Eu cozinhei milho verde pra acompanhar. Por que? Porque eu tava afim.

Um abraço!

Tira gosto da malandragem paraense: Pastel de pato e banana frita com açaí

Já diziam os maiores botequeiros do Brasil: malandro é o pato que já nasce com dedo grudado pra não botar aliança. Malandro sou eu que passei a faca no pato e transformei em pastel! E é pastel de Pato com Jambú e Tucupi!


Pra quem não conhece, jambú é uma planta muito comum no norte do Brasil. É consumida na culinária e medicina alternativa. Possui propriedades anestésicas, então quando você mastiga a folha ou a flor, sente como se estivesse anestesiado a língua e os lábios. Além disso, é uma delícia e está presente nos pratos mais típicos do Pará, inclusive no Pato com Tucupi. Tucupi por sua vez é o sumo extraído da mandioca brava. Acredito eu que depois de extraído, o líquido é naturalmente fermentado, dando o característico sabor ácido e azedo.

O difícil dessa receita é encontrar os ingredientes, mas se um dia passar pelo Pará, compre! Ou então, se encontrar alguns desses produtos no mercado da sua cidade, compre! Não deve ser de qualidade igual o comprado lá no norte, mas quebra o galho. Se não consegue comprar, chupe o dedo, é o que te resta! Hahahaha! Brincadeira! Se não conseguir troque o Jambú por ora-pro-nobis ou couve ou taioba...



Ingredientes para um tanto de pastel:
- 1kg de pato
- Tempero da sua preferência para o pato
- um tanto bom de jambu (o meu foi passado na água fervente antes de ser congelado, usei assim mesmo)
- 1/2 cebola picada
- 2 dentes de alho, picados
- Salsa
- Sal e pimenta a gosto
- Tucupi para o molho
- Massa de pastel pronta (porque é prático. Se quiser fazer a massa, faça)

Pra empastelar:
O pato eu comprei em BH naquele supermercado que é "super de todo mundo". Um pacote de 1kg com pedaços de pato (coxa, sobrecoxa, asa, peito, etc). Comece temperando o pato da forma que preferir, eu usei alho, cebola, sal, pimenta do reino e um pouco de vinho branco. Deixe marinando por pelo menos 1 hora na geladeira. Depois disso, em uma panela de pressão, coloque um fio de óleo ou azeite pra esquentar e doure todos os pedaços do pato. Depois de dourado, adicione 1 litro de água fervente com caldo de sua preferência (legumes ou galinha). Feche a panela e cozinhe na presão por 30min. O pato vai desmanchar praticamente, então basta esperar esfriar e desfiar tudo.

Refogue o pato desfiado com cebola, alho e salsa. Corrija se necessário o sal e a pimenta.

Monte os pastéis colocando um pouco do pato refogado e umas duas folhas com os caules do jambu. Frite os pastéis em óleo quente e só!

O molho de tucupi, deixei ferver e só! Na hora de servir, coloquei uma colher pra servir o tucupi. Cada mordida, mais tucupi. Mordida, Tucupi, Mordida, Tucupi...

Bônus: Banana verde frita e redução de açaí

Essa aqui é só pra surrupiar a fome! Chips de banana verde e uma redução de açaí. Por que não? No sudeste e nordeste pessoal gosta de açaí com banana, né? E banana salgada com açaí? Fica bom pra cara$%¨&!!!



Ingredientes:
- Banana bem verde (usei a prata)
- Óleo pra fritar
- Sal
- Açaí (2 polpas)
- Açúcar

Descasce as bananas com uma faca (com a mão é foda, tem uma cola é sai tudo quebrado). Coloque as bananas descascadas em um pote com água gelada, que a deixe encoberta.



Para fritar, usei um fatiador de batata dessas lojas de 1,99, assim dá pra cortar direto na panela com o óleo. Seque a banana que vai usar, passe no fatiador em cima da panela. Quando terminar de borbulhar e começar a dourar, tire e escorra. Depois de fritar todas, bota o sal na quantidade que quiser,

O açaí, coloque pra cozinhar numa panela as duas polpas e 5 a 6 colheres de chá de açúcar (ou o quanto você achar que tá bom). Deixe reduzir e virar um molho mais grosso. Pronto.

Popeye vai palitar o dente com a Olívia Palito: Salmão na massa folhada com manjericão e espinafre!

Chega (somente por hoje) de comer coisa de gordo. Agora é Salmão. Salmão pra mim é bom mesmo cru, no shoyo, num japa qualquer. Mas como eu não mando em porra nenhuma, tive que fazer um salmão "quente" pro povo comer. Quando digo "povo", eu quero dizer os cobaias voluntariosos que se voluntariaram voluntariosamente para provar das coisas que eu, com muito voluntariarismo fiz (Certeza que nesse excesso de voluntariariedade escrevi alguma coisa errada).

O prato escolhido é um salmão com espinafre refogado e creme de manjericão, tudo dentro de uma massa folhada... E não é que o bicho fica bruto?? Pode confiar! Acho que da próxima vez vou fazer a massa no formato de lata e chamar de Lata turbinada do Popeye.



Ingredientes para 1 lombo de salmão:

- 1 lombo de salmão (o meu devia ter uns 20cm de comprimento x 7 de largura)
- 1 folha de massa folhada (comprei dessas congeladas)
- Meio maço de espinafre
- 3 dentes de alho
- Meio maço de manjericão
- 1 xícara de azeite
- 150g de cream cheese
- 30g de queijo parmesão ralado
- Ovo batido para pincelar
- Sal e Pimenta do reino


Pra preparar:

Comece refogando 2 dentes de alho picados com um pouco de azeite. Quando o alho começar a dourar, coloque as folhas de espinafre e refogue até murcharem. Assim que murcharem, você reserva.

Agora o creme. Bata no liquidificador ou num processador, as folhas de manjericão, 1 dente de alho e vá colocando o azeite. Adicione o queijo ralado e bata mais um pouco. É como um pesto só que sem pinoli. Retire este "pesto" e misture com o cream cheese. Reserve.



Salpique farinha de trigo numa bancada limpa e seca, abra a massa. Coloque no centro o espinafre, por cima do espinafre o salmão. Tempere o salmão com um pouco de sal e por cima coloque o creme para que cubra toda a parte superior do salmão. Agora coloque um pouco de pimenta do reino na massa e feche a massa, unindo uma parte na outra com ovo batido (só pincelar e colar).



Passe levemente a faca em cima da massa para fazer traços na diagonal (só pra enfeitar). Pincele com o ovo e salpique sal grosso moído e pimenta do reino moída em cima. Leve ao forno a 200º até dourar e pronto!

Basta fatiar e servir.

Pra acompanhar, fiz um risoto de cogumelos. Você pode fazer o que quiser (legumes, arroz, batatas, etc). Um outro dia passo a receita do risoto, mas é melzin na chupeta!

Um abraço pra Bárbara, Bernardo, Conrado, Daniel, Janaína, Lívia, Lorena, Luisa, Luiza, Matheus e Regina, meus cobaias.

A boca parou de arder? Então bota mais pimenta nessa Quesadilla!

Ainda no ritmo dos mariachis, vamos comer mais um prato mexicano? Afinal, sobrou pimenta e a nossa fome nunca passa. Quesadilla... Me pergunto se no México eles colocam pimenta em tudo mesmo ou se a gente que viaja e tá arregaçando com butão alheio. Foda-se né? É bom e vou botar pimenta mesmo. Quesadilla é uma massa de tortilla mexicana (uma panqueca de farinha de milho ou de trigo, tipo uma massa de wrap) tradicionalmente recheada com algum queijo preferencialmente mexicano. Como nós não temos queijo mexicano e muito menos saco pra fazer a tortilla caseira, vamos simplificar e fazer com massa de wrap pronta e queijo mussarela e prato. Ah, como também não somos mexicanos, não vamos fazer a tradicional.. Vamos enfiar também carne, pimentão e pico de gallo nessa bagaça!

PS: Pico de gallo é um vinagrete.. Só.



Ingredientes para UMA quesadilla:
- 2 folhas de Massa de wrap (usei a Rap10 integral)
- 100g de Queijo mussarela ralada (é mussarela ou muçarela?)
- 100g de Queijo prato ralado
- 100g de alcatra cortada em cubos beem pequenos, quase moída
- 1 pitada de Cominho em pó
- 1 pitada de Páprica picante defumada em pó
- 1 dente de Alho amassado
- Pimenta do reino e sal
- 1 pimentão amarelo
- 25ml de água filtrada

Ingredientes para o Pico de Gallo:
- 4 tomates bem vermelhos, picados sem semente (o italiano/andrea é o melhor)
- 1 cebola pequena picada finamente
- 1 colher de sopa de suco de limão
- 1 colher de sobremesa de pimenta picada (jalapeño ou dedo de moça sem semente)
- Coentro ou salsinha picados a gosto
- Sal

Pra fazer o Pico de Gallo:

Aqui é fácil. É como um vinagrete, mas SOMENTE com os ingredientes que escrevi. Só picar e misturar tudo. Se preferir, pode tirar a pimenta. Se você for dos fortes, bota mais.


Pra fazer a tortilla:

Coloca uma frigideira anti-aderente no fogo e coloca o pimentão cortado em tiras pra grelhar. Quando ele ficar macio, pode reservar. Na mesma panela, sem lavar nem nada, coloque um fio de azeite e refogue o alho. Adicione a carne picada, o cominho, a páprica, a pimenta do reino e o sal. Refogue bem e quando a carne começar a dourar, adicione os 25ml de água, mexa para misturar tudo e deixe reduzir. Pode reservar.

Pega agora uma frigideira limpa, anti-aderente também. Esquenta, coloca uma folha do wrap, por cima coloca queijo dos dois tipos. Coloca a carne, algumas fatias de pimentão e fecha com outra folha de wrap. Tampe a panela, mas fique atento para não queimar. Quando dourar de um lado você vira com muito cuidado para dourar do outro. Assim que dourar e o queijo estiver derretido, você tira do fogo. O pico de gallo você decide se adiciona ele agora ou se coloca na mesa pra cada um servir se quiser. Eu prefiro enfiar ele dentro, então eu sempre levanto um dos lados da massa e coloco a quantidade que quero. Pode cortar em 4 fatias.

Agora, pra comer isso aí, nada melhor que beber uma cerveja bem leve, quase aguada! Hahahaha.. Mas calma, nada de Skol... Esse prato merece uma Corona!

Cheers!!

PS: outro dia tentei isso na churrasqueira. Fiz uma massa na hora, assei na própria churrasqueira e montei tudo lá mesmo. Olha só como ficou:


sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Tex-mex burger pra dar muita sede de cerveja!

Sabe quando você levanta da cama já pensando em saborear uma pimenta? Não né... Pois eu sei! E levantei assim. Eu já sabia o que eu queria: conserva de jalapeño! Só de imaginar deu sede, e sede eu mato é com cerveja!! A da vez foi: Corona Extra.

Mas só pimenta a namorada não iria acompanhar. Então bora fazer um sanduba?




Tex-Mex Burger: Pão, alface, hambúrguer de miolo de alcatra de 160g (picada, não moída), queijo tipo cheddar, bacon caramelizado com açúcar mascavo, guacamole e, pra cometer uma heresia, doritos. Jalapeño a parte, só para quem gosta!

Esse hambúrguer é sensacional, uma mistura de estilos e sabores que casam muito bem! O diferencial é a carne, que não é moída e sim picada, Isso dá uma textura diferente pro hambúrguer. O guacamole parece que foi criado pra estar em cima de um hambúrguer! E o doritos no fim, só pra fazer um crack crack na boca e lembrar você que nada é tão gordo que não possa ficar mais gordo! Hahahaha!

Ingredientes para um hambúrguer:

- 160g de miolo de alcatra picado finamente
- Alface americana
- Queijo tipo cheddar (desses que cada fatia vem embalada)
- Tomate
- 3 fatias de bacon
- Guacamole
- Doritos
- Açúcar mascavo
- Pimenta caiena em pó
- Pimenta do Reino e sal
- Pimenta jalapeño em conserva
- Pão de hambúrguer
- Manteiga
- Azeite ou óleo vegetal


Ingredientes para o Guacamole:

- 1 abacate maduro amassado
- 1 tomate sem semente, picado em cubos minúsculos (pode ser mais pra verde)
- 1/2 cebola picada em cubos minúsculos
- 1 colher de sobremesa de jalapeño picado finamente
- Pimenta do Reino e Sal
- Suco de 1 limão
- Salsinha ou Coentro

Bora preparar.

Vamos começar pelo bacon que é demorado. Em uma assadeira com grade, disponha todas as fatias de bacon. Salpique um pouco de pimenta caiena e depois coloque bastante açúcar mascavo, para que cubra cada fatia. Leve ao forno alto e só tire quando ficar totalmente caramelizado.

Guacamole: misture ao abacate o tomate picado. Depois coloque metade da cebola, metade do suco de limão, salsinha ou coentro picado a gosto, sal, pimenta do reino e pimenta jalapeño. Prove e veja você mesmo se precisa de mais cebola e mais limão.

Faca afiada, pique a carne em cubos bem pequenos, quase uma carne moída. Essa parte dá vontade de desistir se você fizer 10 hambúrgueres. Com tudo picado, molde os hambúrgueres com a mão, fazendo bolinhas e depois as achatando. Uma dica: disponha de folhas de papel manteiga para colocar os discos de hambúrguer, pois na hora de pegar pra jogar na frigideira você consegue manusear sem que eles se desmanchem. Não precisa adicionar nada, somente a carne. Tempere com sal e pimenta do reino e doure em uma frigideira bem quente com um fio de azeite ou óleo. Subiu a cor na metade da carne, vira o hambúrguer. Finaliza o outro lado e tá pronto.

O pão você pode passar manteiga nas metades e dourar na frigideira também. Eu faço isso antes de preparar o hambúrguer, assim uso a mesma frigideira.

Agora é só montar: pão, alface americana picada, hambúrguer, uma fatia de queijo, duas fatias de tomate, três fatias de bacon caramelizado, uma colher de sopa cheia de guacamole e doritos esfarelado por cima. A pimenta jalapeño em conserva você pode colocar dentro do sanduba ou então deixar a parte, assim cada um coloca se quiser.

Boa sorte, pois o bicho fica bruto!!!

Chupa palhaço! Hambúrguer com cheddar é isso!!

Galera com fome insana, todo mundo afim de comer alguma coisa bem animal.. Porque não um cheddar da rede do palhaço? Mas aí teria que ser uns dois no mínimo. Resolvi então botar a mão na massa: pão, bacon (o sanduba original não tem, mas coloca também, fica bem melhor), hambúrguer de maminha de 200g, cebola caramelizada e muito, mas muito mesmo, muito molho cheddar! Teve neguinho pedindo arrego porque não aguentou comer tudo! Pra acompanhar, batata chips frita na hora. Pra beber, Áustria Pilsen, da Krug Bier.



Ingredientes para um hambúrguer:

- 200g de carne moída de sua preferência
- 2 fatias de bacon
- Queijo tipo cheddar (desses que cada fatia vem embalada)
- Creme de leite
- Cebola (pode usar a roxa também)
- Molho inglês
- Açúcar
- Cerveja (pra você beber)
- Pão de hambúrguer
- Manteiga
- Pimenta do reino e sal
- Azeite ou óleo vegetal

O pão você mesmo pode fazer, mas não é hoje que vou passar uma receita, então compra um pronto igual eu fiz. Não to ganhando nem um centavo pra falar, mas se quer um pão industrializado, de qualidade, macio, que não esfarele, procura o da marca Wickbold. O que eu usei é o integral, que ainda tem um leve adocicado. E já que estamos falando do pão, é bom, antes de montar o hambúrguer, passar um pouco de manteiga no local do corte e dourar numa frigideira quente.

O hambúrguer você pode moldar com as próprias mãos. Somente carne, mais nada. Não precisa de farinha, não precisa de ovo, não precisa de nada, basta fazer uma bolinha e ir achatando e corrigindo as laterais. Ficou mais ou menos com 12cm de diâmetro e 2cm de altura. Aqueça bem uma frigideira com um fio de azeite ou óleo. Antes de colocar o hambúrguer pra chiar, tempere ele com sal e pimenta do reino, dos dois lados. Coloque na frigideira quente e quando ver que a metade do hambúrguer já estiver ficando acinzentada, é hora de virar. Doure do outro lado e tá pronto. Lembrando que o ponto quem escolhe é você, eu gosto mais pra mal passado.



O bacon é moleza, mas se quer uma dica, aí vai: coloque as fatias numa panela rasa com um pouquinho de água. A água vai ferver, cozinhar o bacon, e quando evaporar, o bacon vai fritar na própria gordura, mas estará bem mais sequinho.

O molho de queijo você simplesmente coloca as fatias de queijo (quantas quiser) numa panela e adiciona um pouco de creme de leite. Mexa para não queimar e para que fique um creme homogêneo. Pra você ter idéia da quantidade, eu usei 24 fatias e 1 lata de creme de leite. Deu para 10 porções.

A cebola caramelizada é moleza também: após picar a cebola, refogue-a num fio de azeite. Quando estiver ao dente, adicione três colheres de sopa de molho inglês e duas colheres de sopa de açúcar. Cozinhe até reduzir o líquido.

A montagem: pão, bacon, hamburguer, cebola, queijo, pão.

Agora vai, vai fazer essa bagaça que fica bom pra caralho!!!

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...